Tem muito medo de ir ao dentista? Veja como mudar esse cenário!

Você transpira só de pensar em sentar na cadeira do dentista? Treme quando lembra do som do motorzinho? Saiba que esse medo tem nome, e é mais comum do que você imagina: estamos falando da odontofobia.

O medo de ir ao dentista, normalmente, é desenvolvido a partir de experiências anteriores dolorosas, que acabaram gerando um trauma. Também é comum que muitos pacientes sintam pavor do barulho do motor ou da agulha de anestesia — desencadeando a crise de ansiedade.

Algumas pessoas, ainda, criam um pavor permanente de dentistas, após serem tratados por um profissional com frieza ou de forma áspera. Seja qual for o motivo que levou você a desenvolver a fobia, deixar de frequentar o dentista não é uma opção.

Por isso, selecionamos algumas dicas para você driblar o problema e encarar essa visita, que pode não ser tão agradável à primeira vista. Acompanhe!

Seja determinado

O primeiro passo é entender que você precisa superar o medo de ir ao dentista e enfrentar esse problema pelo bem da saúde dos seus dentes. Muitos pacientes acabam adiando as visitas e gerando problemas mais sérios, necessitando de tratamentos mais agressivos.

Tenha em mente que a dor só será sentida se você deixar a saúde bucal de lado. A odontologia está avançando cada dia mais, e os procedimentos são pensados para proporcionar o menor desconforto possível. Portanto, não há razão para se desesperar!

Marque a consulta para o dia mais próximo possível

Essa dica pode ajudar a lidar com a ansiedade. Ao marcar uma consulta, tente agendá-la para o mesmo dia ou, no máximo, para o dia seguinte. Assim, você não ficará muitos dias pensando sobre o assunto e as chances de desistir serão menores.

Escolha um profissional que deixe você tranquilo

A melhor forma de manter o seu sorriso bonito é frequentando um dentista com periodicidade. Para quem tem a fobia, o ideal é encontrar um profissional de confiança para fazer o acompanhamento durante toda a vida.

Para isso, busque indicações de amigos e familiares e tente marcar consultas com pelo menos três profissionais diferentes, para avaliar qual lhe deixa mais à vontade.

Mostre seu medo para o dentista

É importante que o profissional esteja ciente do seu medo para que possa lidar com isso da melhor forma possível. Antes de começar, vocês podem combinar alguns sinais, como levantar a mão, caso sinta alguma dor ou desconforto.

Escute sua playlist favorita durante a consulta

Seu problema é com o barulho do motorzinho? Nesses casos, um fone de ouvido com a sua playlist preferida pode ajudar a relaxar e passar pela consulta sem pânico. Além disso, os equipamentos modernos são muito mais silenciosos, melhorando a experiência de quem sente medo.

Frequentar um dentista com regularidade é muito importante para garantir a sua saúde bucal e autoestima. Por isso, não deixe o medo impedir esse cuidado!

Para isso, peça a companhia de alguém de confiança, respire fundo e se esforce para encontrar técnicas para superar o problema. Caso seja necessário, um psicólogo pode ajudá-lo a lidar com o medo de ir ao dentista.

Gostou das dicas? Assine nossa newsletter e receba todas as novidades diretamente em seu e-mail.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *